23
out 2012
2
comentários

Como ficar no topo, no Facebook?

Na semana passada surgiu uma notícia de que o Facebook estaria mudando o algoritmo que define quantos posts de marcas aparecem na timeline de seus usuários. Com o intuito de “fazer com que cada post de uma marca seja tão interessante quanto o de um amigo”, a redução da visualização dos posts poderia ficar em torno de 5% a 40%. A informação não foi confirmada, no entanto, para garantir a relevância do post de sua marca, o “We Are Social” elaborou uma lista de dicas para deixar a sua empresa no topo do Facebook.

.

Antes de mais nada, o que mais chama a atenção e o que menos pede esforço por parte do internauta é uma boa foto. Ao ver uma foto, o usuário pode escolher se quer compartilhar, comentar, curtir ou ignorar, sem ter que fazer mais do que simplesmente enxergar o que está à sua frente. No caso de vídeos ou links, existe um passo a mais, o segundo clique que tem que ser  “tirado” do usuário.
.
A segunda coisa que pode atrair a atenção do seu cliente/fã é a comunicação que se tem com ele. Existem três tipos de posts:  mensagens sobre um produto ou serviço, por exemplo “Acabamos de abrir uma nova loja, venham conferir”;Posts relacionadas à marca, como por exemplo, no caso de uma empresa de cruzeiros, “Resolvi viajar de cruzeiro porque ______”, e mensagens não relacionadas à marca, como por exemplo “Contagem regressiva para a sexta-feira!!”.
.
De acordo com um estudo conduzido pela própria rede social do Mark Zuckerberg, o tipo de post que mais chama a atenção do internauta é o que permite a participação do mesmo. No caso dos exemplos citados acima, a opção do cruzeiro seria a que mais receberia cliques e comentários.
.
No ranking estabelecido pela EdgeRank, os links são os que menos atraem o internauta, já que implica sair do Facebook para ter acesso ao conteúdo.
….

Fonte: Adnews

Fotos, posts, vídeos e links

Comentários

  1. weterson william disse em 13/02/2014 :

    nada resolvido!
    queria uma coisa e ele nao me mostro nd#

  2. JJ disse em 14/02/2014 :

    Lamento.



Deixe seu comentário

Nome*:
E-mail*:
(Não será divulgado)
Site:
Comentário*: